domingo, setembro 02, 2007

palavra

Para que eu dissesse a palavra
Para que eu ta dissesse

Precisava o mundo desandar e os gatos
(e outros animais)
voarem
os que não têm asas
como assim os bois
as cabras

Para que te dissesse eu a palavra
Para que ta segredasse eu

Voarem entre pétalas caídas de castelos
nuvens rosadas de sol a pôr

Voarem como os pássaros, animais
sem asas
a quem Nosso Senhor não deu
as asas

Talvez te dissesse eu a palavra
Voando-me tal animal sem asas
Talvez amor ta dissesse eu.

2 comentários:

Arion disse...

O que não falta por aí são cabras que voam. Baixinho, mas voam...

Makejeite disse...

Eu gosto deste blog, mas gosto mesmo!